Comunistas.info
Comunistas.info
Comunistas.info
INSCRI«√ONEWSLETTERLINKSCONTACTOS.
QUEM SOMOS
ACTUALIDADE
ACTUALIDADE NACIONAL
13 DE FEVEREIRO DE 2011, DOMINGO
Nota introdutória à NewsLetter de Fevereiro de 2011
Os acontecimentos precipitam-se no rescaldo das elei√ß√Ķes presidenciais.
A reconstrução do espaço político à esquerda marcou passo ou retrocedeu com os fracos resultados do candidato progressista Manuel Alegre.
Mas ainda assim, conseguiu uma m√£o cheia de quase 800000 votos.
Votos de gente que aceitou o repto de colabora√ß√£o entre eleitores de centro-esquerda e de esquerda. Esta converg√™ncia cont√©m o potencial de gerar novas possibilidades de desbravar um caminho que reconstrua a prazo as condi√ß√Ķes de governabilidade √† esquerda.

Ver mais
12 DE FEVEREIRO DE 2011, S√ĀBADO
Cipriano Justo
Ao eleger o seu candidato presidencial no dia 23 de Janeiro √© leg√≠timo afirmar-se que a direita consolidou a sua aspira√ß√£o em substituir o actual governo no curto prazo. Tendo como pano de fundo a prec√°ria situa√ß√£o econ√≥mico-financeira do pa√≠s e as medidas de austeridade que entretanto foram sendo tomadas com o seu patroc√≠nio, a direita fez uma pr√©-campanha eleitoral para a presid√™ncia da Rep√ļblica toda ela virada para a cat√°strofe, o p√Ęnico e o medo.

11 DE FEVEREIRO DE 2011, SEXTA FEIRA
Paulo Fidalgo
Nos √ļltimos anos t√™m sido v√°rios os ensaios para aproximar o centro‚Äďesquerda da esquerda no encal√ßo de uma nova resultante pol√≠tica para o pa√≠s com reflexo no governo. A batalha das √ļltimas presidenciais e o papel que nela ocupou a candidatura de Manuel Alegre, apoiada pela Renova√ß√£o Comunista, pode inscrever-se nesse dif√≠cil e para j√° mal sucedido processo.

01 DE FEVEREIRO DE 2011, TERÇA FEIRA
António Bica
Por intelig√™ncia tem-se entendido a capacidade humana de racioc√≠nio abstracto, isto √© a possibilidade do c√©rebro figurar uma ou mais situa√ß√Ķes ou realidades imaginadas e de as relacionar com o observado no mundo exterior, ou entre si, capacidade de que resulta a consci√™ncia, isto √© a auto-percep√ß√£o da individualidade do correspondente ser.