Comunistas.info
Comunistas.info
Comunistas.info
INSCRI«√ONEWSLETTERLINKSCONTACTOS.
QUEM SOMOS
ACTUALIDADE
-
20 DE MARÇO DE 2010, S√ĀBADO
FONTE: O P√Ļblico
POR: Cipriano Justo
A boa decis√£o como uma das belas-artes
Um dos √ļltimos actos da carreira pol√≠tica de M√°rio Soares pode vir a ser a sua contribui√ß√£o para a vit√≥ria de Cavaco Silva
Um dos √ļltimos actos da carreira pol√≠tica de M√°rio Soares pode bem vir a ser a sua contribui√ß√£o para a vit√≥ria de Cavaco Silva nas elei√ß√Ķes presidenciais de 2011. E com ela a promo√ß√£o do regresso da direita √† √°rea do governo.

Digamos que √† falta de entendimento interno quanto ao melhor candidato para disputar com Cavaco Silva a elei√ß√£o em 2006, os resultados de 22 de Janeiro desse ano serviram para decidir quem, de facto, o PS devia ter dado o seu apoio, podendo ser tomados como uma esp√©cie de prim√°rias post facto. A diferen√ßa que separou os dois militantes do PS n√£o foram uns escassos milhares de votos, foram 350 mill os votos que separaram M√°rio Soares de Manuel Alegre. A partir dessa data era leg√≠timo esperar que, pelo menos no plano pol√≠tico, M√°rio Soares reconhecesse que tinha sido um erro ter tentado regressar ao Pal√°cio de Bel√©m. H√° que lembrar que Maria de Lurdes Pintasilgo, Salgado Zenha e Manuel Alegre, para n√£o ir mais longe, quando concorreram √†s elei√ß√Ķes presidenciais, fizeram-no distanciados das organiza√ß√Ķes partid√°rias. Por√©m, o que os distinguia da candidatura patrocinada por M√°rio Soares eram os respectivos percursos pol√≠ticos e as provas dadas nesse campo.

Mandava a racionalidade republicana, tantas vezes por ele invocada, que agisse no sentido da converg√™ncia de esfor√ßos para derrotar o candidato da direita. Por√©m, ao patrocinar uma candidatura improv√°vel, M√°rio Soares ensaia mais do que um desagravo pessoal. Investe na manuten√ß√£o de Cavaco Silva na Presid√™ncia da Rep√ļblica na expectativa de que se mantenha um equil√≠brio de for√ßas que abra espa√ßo n√£o a uma alternativa mas √† j√° gasta altern√Ęncia. Na pr√°tica o resultado almejado por M√°rio Soares n√£o passa de uma actualiza√ß√£o da velha e envelhecida receita do pr√≠ncipe de Salina: √© preciso que nada mude para que tudo fique na mesma. Este gato-pardismo tardio at√© poderia ser olhado com benevol√™ncia, n√£o fosse o que est√° em jogo ir muito para al√©m do que um ajuste de contas.

Bem pode M√°rio Soares querer fazer-nos acreditar que para efeitos eleitorais o pa√≠s √© uma imensa Calcut√°, de maneira a justificar o patroc√≠nio de uma candidatura presidencial condizente com o seu diagn√≥stico. √Č que patrocinar uma candidatura que n√£o √© de direita, nem de esquerda, nem do centro, √© patrocinar uma inc√≥gnita pol√≠tica. Sabemos quem √© politicamente Cavaco Silva, como sab√≠amos quem era Jorge Sampaio, M√°rio Soares ou Ramalho Eanes. Cavaco Silva basculou o pa√≠s para a direita enquanto primeiro-ministro e mant√©m-se nesse registo, Jorge Sampaio fez uma alian√ßa √† esquerda para ganhar a autarquia de Lisboa. E, embora M√°rio Soares nunca se tenha distanciado da direita no combate aos comunistas e Ramalho Eanes seja indissoci√°vel do 25 de Novembro, a ambos n√£o lhe faltaram as indica√ß√Ķes de voto da esquerda para vencerem os seus advers√°rios. Os eleitores sabiam em que quadrante pol√≠tico-ideol√≥gico se encaixava cada uma destas personalidades, estando-se ou n√£o de acordo com elas. Com eles esteve sempre presente um elevado grau de previsibilidade quanto ao que se podia esperar dos seus desempenhos. E, nos tempos que correm, a previsibilidade √© um valor particularmente importante numa conjuntura caracterizada por um elevado grau de conting√™ncia. Sobretudo nos mais altos cargos do Estado. Mau grado o sil√™ncio de M√°rio Soares e dos seus indefect√≠veis come√ßar a ser comprometedor, h√° duas perguntas a que em breve ter√° de responder: quer derrotar o candidato da direita? E o que est√° disposto a fazer por isso?

Dirigente da Renovação Comunista


 

O seu coment√°rio
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório

Digite em baixo os caracteres desta imagem

Se tiver dificuldade em enviar o seu coment√°rio, ou se preferir, pode enviar para o e-mail newsletter@comunistas.info.