Comunistas.infoComunistas.infoComunistas.info
QUEM SOMOS
ACTUALIDADE
-
26 DE ABRIL DE 2009, DOMINGO
Rádio TSF
Esquerda islandesa assegura maioria absoluta
Leia aqui a notícia TSF sobre os últimos resultados das eleições islandesas. A esquerda vence e vai unida às eleições.

A coligação de esquerda da Islândia garantiu a maioria absoluta no Parlamento, após as eleições antecipadas realizadas este sábado. Este acto eleitoral penalizou, como se esperava, a direita, que é tida como a responsável da crise no país.
A coligação de esquerda, que reúne sociais-democratas e Verdes, garantiu a maioria absoluta na Islândia, ao conseguir, segundo as primeiras projecções, mais de 54 por cento dos votos nas eleições antecipadas que se realizaram este sábado.

Tal como se previa, os eleitores islandeses puniram a direita do país, que liderou o país de 1991 até de Janeiro de 2008, ao deixar o Partido da Independência com apenas 23 por cento de votos, no seu mínimo de sempre.

Desta forma, sociais-democratas e Verdes deverão conseguir entre 35 e 36 lugares no parlamento local, o Althing, de 63 lugares, com o Partido da Independência a perder dez assentos, ficando apenas com apenas 15.

Os sociais-democratas pretendem que a Islândia adira à União Europeia e ao Euro, contudo, os Verdes não concordam com a ideia.

A primeira-ministra Johanna Sigurdardottir, que está interinamente à frente do país desde Janeiro, já disse que pretende arranjar um compromisso com o seu parceiro de coligação nesta questão.

A direita foi punida nestas eleições com uma pesada derrota, uma vez que é tida por grande parte da população por ser responsável pela grave crise que grassa neste país que recentemente aceitou um empréstimo de 10 mil milhões de dólares do FMI.

A par da forte desvalorização da coroa islandesa, o país espera um recuo da sua economia de dez por cento, tendo a inflação sido de 15,2 por cento em Março.


 

O seu comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório

Digite em baixo os caracteres desta imagem

Se tiver dificuldade em enviar o seu comentário, ou se preferir, pode enviar para o e-mail newsletter@comunistas.info.