Comunistas.infoComunistas.infoComunistas.info
QUEM SOMOS
ACTUALIDADE
17 DE MARÇO DE 2008, SEGUNDA FEIRA
FONTE: O Vermelho
Partidos comunistas e operários definem tema de encontro
Foi decidido que o 10º Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários se realizará em 21, 22 e 23 de Novembro de 2008 na cidade de S. Paulo, Brasil, com o tema “Novos fenômenos no quadro internacional. Contradições e problemas nacionais, sociais, ambientais e interimperialistas em agravamento. A luta pela paz, a democracia, a soberania, o progresso e o socialismo e a unidade de ação dos Partidos Comunistas e Operários”.
Em preparatória do próximo Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários, a última reunião do Grupo de Trabalho (GT) definiu o tema a ser debatido. A décima edição do evento se realizará de 21 a 23 de novembro de 2008, em São Paulo, para tratar dos “Novos fenômenos no quadro internacional. Contradições e problemas nacionais, sociais, ambientais e interimperialistas em agravamento. A luta pela paz, a democracia, a soberania, o progresso e o socialismo e a unidade de ação dos Partidos Comunistas e Operários”.


Duas notas do GT, divulgadas em 16 de fevereiro, detalham a reunião do grupo e os preparativos do encontro. Confira a íntegra desses textos.



Nota à Imprensa da reunião do Grupo de Trabalho do
Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários



Acolhida pelo Partido Comunista Português, realizou-se em Lisboa, no dia 16 de Fevereiro, uma reunião do Grupo de Trabalho, preparatória do próximo Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários.



Tendo em conta a prática anterior, a reunião foi aberta a todos os partidos que participam nos Encontros Internacionais, tendo participado os seguintes partidos:



Partido Comunista Sul-Africano

Partido do Trabalho da Bélgica

Partido Comunista do Brasil

Partido Comunista de Cuba

Partido Comunista de Espanha

Partido Comunista dos Povos de Espanha

Partido Comunista da Grécia

Partido Comunista da Índia (Marxista)

Partido dos Trabalhadores da Irlanda

Partido dos Comunistas Italianos

Partido Comunista Libanês

Partido do Povo do Panamá

Partido Comunista Português

Partido Comunista da Boêmia e Morávia

Partido Comunista da Federação Russa

Partido Comunista da Síria

Partido Comunista da Ucrânia




A reunião que decorreu num ambiente de franca camaradagem, valorizou muito positivamente as propostas e contributos para o tema do Encontro de 2008 que foram enviados previamente por numerosos partidos para o Partido Comunista do Brasil, o partido anfitrião desse Encontro.

Foi decidido que o 10º Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários se realizará em 21, 22 e 23 de Novembro de 2008 na cidade de S. Paulo, Brasil, com o tema “Novos fenômenos no quadro internacional. Contradições e problemas nacionais, sociais, ambientais e interimperialistas em agravamento. A luta pela paz, a democracia, a soberania, o progresso e o socialismo e a unidade de ação dos Partidos Comunistas e Operários”.

Os partidos participantes aproveitaram a ocasião para uma ampla troca de opiniões sobre a situação internacional, a situação nos seus países e as suas tarefas prioritárias.



Mereceu particular atenção a profundidade da atual crise econômica do capitalismo, que evidencia o seu caráter sistêmico, e a crescente instabilidade que acarreta com a tendência para o agravamento da exploração dos trabalhadores, o acentuar da vertente militarista na ofensiva do imperialismo, a par duma intensa campanha ideológica e dum generalizado ataque a direitos e liberdades fundamentais.



Perante a anunciada e eminente declaração unilateral de independência do Kosovo, os participantes na reunião expressaram a sua condenação por uma decisão que se inscreve no processo de desmembramento da Iugoslávia violando o direito internacional e que, a consumar-se, constituirá um grave precedente e um indiscutível fator de instabilidade e de agravamento da tensão nos Balcãs e na Europa. Dando expressão concreta a esta posição, os partidos aprovaram uma declaração comum que propõem à subscrição por outros partidos.



Abordando a grave situação no Oriente Médio e, em particular no Iraque, na Palestina e no Líbano e na Síria, manifestaram a sua solidariedade aos povos e forças progressistas da região que corajosamente resistem e lutam contra o imperialismo e a guerra.



Analisando a situação no continente africano, expressaram a sua solidariedade para com as forças progressistas e os povos de África, nomeadamente os do TChade e do Quênia, que prosseguem a luta pela paz, a soberania e o desenvolvimento e que estão confrontados com processos de desestabilização de natureza imperialista. Os participantes condenaram ainda a decisão de instalação do comando militar norte-americano no continente africano.



Simultaneamente os partidos presentes na reunião do Grupo de Trabalho do Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários expressaram a sua solidariedade para com o povo de Cuba socialista e demais povos da América Latina em luta pela sua soberania e o progresso social, assim como aos povos e forças que por todo o mundo persistem na sua luta pela democracia, a justiça social, a paz e o socialismo.



Os partidos participantes expressaram o seu reconhecimento ao Partido Comunista Português pelas condições criadas em Lisboa para esta reunião do Grupo de Trabalho.



Lisboa, 16 de Fevereiro de 2008



Reunião do Grupo de Trabalho do ENCONTRO INTERNACIONAL DE PARTIDOS COMUNISTAS E OPERARIOS
16 de Fevereiro 2008. Lisboa, Portugal



Os Partidos Comunistas e Operários presentes em Lisboa a 16 de fevereiro de 2008 por ocasião da Reunião do Grupo de Trabalho do Encontro Internacional de Partidos Comunistas e Operários debateram os desenvolvimentos no que concerne à iminente declaração unilateral de independência do Kosovo, promovida pelos Estados Unidos da América, Nato e União Européia e consideram que:



Um tal passo — que viola frontalmente o direito internacional e as resoluções das Nações Unidas sobre esta questão — terá graves conseqüências para a região do Balcãs e em nível internacional.



Representa um grave perigo para os povos, desencadeando alterações de fronteiras, ameaçando lançar toda a região numa nova espiral de conflitos, guerras e intervenções internacionais, e criando um perigoso precedente internacional.



Os nossos partidos opõem-se à secessão do Kosovo da República da Sérvia. Exigem aos governos dos seus países que se abstenham de reconhecer a independência do Kosovo bem como de enviar tropas para a região.



Lisboa, 16 de Fevereiro de 2008


 

O seu comentário
Os campos assinalados com * são de preenchimento obrigatório

Digite em baixo os caracteres desta imagem

Se tiver dificuldade em enviar o seu comentário, ou se preferir, pode enviar para o e-mail newsletter@comunistas.info.